Bolsonaro no RS: rodovias, radares e briga com Argentina

Em sua segunda passagem pelo Rio Grande do Sul como presidente, a primeira para inaugurar obras, Jair Bolsonaro (PSL) foi, mais uma vez, Bolsonaro. Na cerimônia de liberação de 47 km de trechos duplicados da BR-116, além de acenar com mais investimentos, anunciou medidas polêmicas e fez novas declarações que não se espera ouvir de um presidente. Abaixo resumimos em seis pontos o dia de ontem:

  • O principal anúncio do dia foi a liberação de 100 milhões de reais para a duplicação de outros 55 quilômetros da estrada, entre Pelotas e Guaíba. O deputado federal Zé Nunes (PT), no entanto, destacou que esta verba se refere a recursos aprovados no Orçamento do ano passado, ainda no governo Temer (MDB).
  • Bolsonaro também voltou a atacar a fiscalização de velocidade nas rodovias. Vencido na questão da instalação de novos radares fixos, partiu ao ataque contra os radares móveis: “anuncio para vocês, que a partir da semana que vem não teremos mais radares móveis no Brasil”. Disse que pretende determinar que a Polícia Rodoviária Federal deixe de usar o equipamento.
  • Incomodado com o resultado da prévias na Argentina, que apontam que Mauricio Macri pode não se reeleger presidente, ele fez declarações nada diplomáticas para um presidente: “Povo gaúcho, se essa ‘esquerdalha’ voltar na Argentina, nós poderemos ter sim, no Rio Grande do Sul, um novo estado de Roraima, e não queremos isso”, afirmou.
  • E teve ainda mais polêmica: Bolsonaro voltou a criticar os critérios da Ancine para liberar captação de recursos para filmes e o entrave para se fazer obras no País (“o cara vai lá e se encontrar um cocozinho petrificado de índio, já era, não pode fazer mais nada ali”). Na despedida, desejou “um abraço nos machos e um beijo nas mulheres”. Estas e outras declarações foram compiladas pelo site GaúchaZH.
  • Na cerimônia, Bolsonaro foi recebido aos gritos de “mito” e quebrou o protocolo para se aproximar dos seus apoiadores. Já os políticos de outros partidos foram hostilizados. A prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas (PSDB), foi chamada de petista e comunista durante seu discurso. Citado, o governador Eduardo Leite (PSDB), representado pelo vice Ranolfo Vieira Jr. (PTB), também foi vaiado.
  • Após o anúncio em Turuçu, o presidente seguiu para Barra do Ribeiro, para acompanhar outro trecho da rodovia, que está sendo executado pelo Exército – e que receberá reforço no efetivo, de forma a acelerar sua construção, prevista para terminar em 2022. As Forças Armadas foram prestigiadas também no primeiro evento: no cerimonial, o presidente sentou ao lado do tenente reformado João Pereira da Silva, de 95 anos, combatente da II Guerra e último pracinha pelotense vivo.

Você também precisa saber

Acampamento Farroupilha – O Parque Harmonia volta a se transformar a partir da semana que vem. No dia 22, começam a se instalar lá mais de 350 entidades, entre piquetes, CTGs e DTGs, que participarão da edição 2019 do Acampamento Farroupilha. O evento, um dos ápices do movimento tradicionalista em Porto Alegre, ocorrerá entre 7 e 22 de setembro. A expectativa dos organizadores é superar a marca de 1 milhão de visitantes. Neste ano, o tema dos festejos farroupilhas será “Vida e obra de Paixão Côrtes”.

Verba emergencial – O Governo do Estado recebeu lance de 464,7 milhões de reais pela antecipação de créditos de 14 contratos do Fundo Operação Empresa (Fundopem-RS). O processo de venda está em fase de homologação e o dinheiro será utilizado na estratégia de recolocar os salários dos servidores em dia. Na prática, a medida é uma forma de arrecadação emergencial. O dinheiro, porém, ainda não tem data para ingressar nos cofres estaduais. A operação não chega a ser inédita no Estado. A gestão Sartori fez ação semelhante em três ocasiões, em 2015, 2016 e 2018.

Outros links:

  • Nas rodovias estaduais, os radares seguem prestigiados: foi aberta licitação para reinstalação de 24 pardais.
  • Vereadores da oposição apontam irregularidades e pedem a suspensão da PPP da iluminação pública da Capital.
  • Além da roda-gigante, a licitação do trecho 2 da Orla do Guaíba prevê a reforma do Anfiteatro Pôr do Sol.
  • Ainda sem data para inaugurar, o Largo dos Açorianos já está sendo usado pelos moradores do Centro Histórico.
  • E volta tudo: em razão de mudança do controlador, os supermercados Walmart voltarão a usar a usar a marca BIG e Nacional no Brasil.
  • A MP da Liberdade Econômica pode ser votada hoje na Câmara. Em entrevista, o deputado Jerônimo Goergen (PP) defendeu o projeto e reclamou da falta de apoio do Planalto.
  • Já na Assembleia, pode ir a votação o projeto que cria cargos para o MP.
  • E atenção: Porto Alegre e outras oito cidades do RS terão atos hoje contra os cortes na área de Educação e o projeto Future-se.

Esportes

Dirigentes do Inter aproveitaram a folga no calendário para embarcar a Lima, no Peru. Por lá, tentarão convencer a federação local a não convocar o atacante Paolo Guerrero para amistosos no mês que vem. Caso seja chamado, o camisa 9 desfalcará a o time colorado no jogo de volta da semifinal e no primeiro jogo de uma eventual decisão da Copa do Brasil, caso a equipe elimine o Cruzeiro.

E enquanto o Inter tenta segurar seu atacante, o Grêmio vai ficando mais confiante em manter sua estrela, Everton. Depois de Arsenal, o Napoli também contratou outro reforço para o setor e dificilmente fará proposta pelo Cebolinha. Ainda no ataque, Diego Tardelli deve ganhar a vaga de André no time que enfrenta o Athletico-PR amanhã, pela Copa do Brasil.


Agenda

A terça em Porto Alegre está especialmente musical. No meio de tanto som bom, fizemos uma pequena seleção:

  • O paraense Rafael Sarmento (Spotify) toca no Sarau da Alice, que ocorre no Divina Comédia. Outros artistas também sobem no palco.
  • Jorginho do Trompete vai mais uma vez ao London Pub. A pianista Dionara Fuentes Schneider o acompanha no palco.
  • E tem tributos: Um deles é o feito a Beth Carvalho, no IN Sano Pub.
  • Outro, a Amy Winehouse, pela voz de Melina Vaz, no Groova.
  • Por último, projeto Chapéu Acústico, da Biblioteca Pública, recebe Anaadi, Deborah Finocchiaro e Pablo Trindade, que interpretam o poetinha Vinicius de Moraes.
  • A literatura também será musical. O Sarau Elétrico de hoje recebe Carlo Pianta para recitar e celebrar Caetano Veloso, no Ocidente. A canja é com Transe Especial Duo.
  • No Von Teese, o professor Flávio Azevedo lê e discute Chico Buarque.
  • E para não dizer que não falamos de todo o resto que acontece em Porto Alegre, tem atividades de dança na Travessa dos Cataventos e uma exposição de fotos emblemáticas da Capital no Clube de Cultura.

Você viu?

Abriu ontem, em Caxias do Sul, uma exposição que recorda uma história de perseguição do regime nazista que geralmente não é contada nos filmes. A mostra Nossa Luta: a perseguição aos negros durante o Holocausto, explica em 23 painéis e 2 vitrines como foi a repressão sofrida por imigrantes negros na Alemanha durante o Terceiro Reich. A visitação vai até o dia 22 no Centro de Cultura Ordovás. A próxima parada será Porto Alegre, onde será montada na Câmara Municipal.