Começa a semana decisiva da Reforma da Previdência

A Reforma da Previdência deve voltar ao centro do debate na semana, seja no Congresso, na mídia ou na mesa do bar. A expectativa é que, ainda sem um texto alinhado, o projeto seja votado em primeiro turno nesta quarta-feira.
Ontem o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o governo acredita já ter 330 votos(são necessários 308) para aprovar a reforma. Os números são bem mais positivos para o governo do que os levantamentos pela imprensa. Segundo o Termômetro da Previdência, do jornal Valor, dos 513 parlamentares, a proposta tem o apoio total de 133 deputados e parcial de outros 119. Ainda não definiram posição 118 parlamentares, e 143, da oposição, votarão contra.
Pelo levantamento, quatro deputados gaúchos aparecem com voto indefinido: Giovani Feltes e Márcio Biolchi, do MDB, e Maurício Dziedricki e Santini (PTB).

O que ainda está em jogo – Haverá esta semana outra reunião com governadores, em uma nova tentativa de incluir os servidores estaduais e municipais no texto. Também podem ser adotadas regras de aposentadoria mais brandas para profissionais da segurança pública. O tema, além de ser do interesse da bancada da bala, também estaria no radar do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que parece ter se tornado favorável, nos últimos dias, a uma reforma “mais desidratada”.

O que muda – Um especial do portal R7 resume os principais pontos da Reforma.


Você também precisa saber

Aeroporto – Necessária para a ampliação da pista do Salgado Filho, a remoção das famílias que moram ao lado do aeroporto irá parar na Justiça. Ministério Público Federal e Defensoria Pública acionaram a Fraport para que a concessionária assuma o reassentamento de 1,3 mil famílias da Vila Nazaré, iniciado há duas semanas. A Fraport, que pelo contrato de concessão deve entregar a obra até dezembro de 2021, alega que o mesmo não a obriga a arcar com os custos da remoção.

Fim de semana gelado – A história centenária da relação da Dupla Gre-Nal ganhou mais um capítulo na última sexta-feira. Foi quando as torcidas de Inter e Grêmio deixaram a rivalidade de lado para apoiarem uma mesma causa, o acolhimento a dezenas de moradores de rua na noite mais fria do ano em Porto Alegre. No meio da tarde, dois ônibus do Tricolor entraram no Beira-Rio com mantimentos para ajudar na campanha colorada no Gigantinho. O ginásio foi local de dormitório para 120 pessoas, em uma ação que pode voltar a se repetir – antes, mais de duas centenas aproveitaram o sopão que foi servido. A mobilização terminou na manhã de sábado, com um café da manhã a quem dormiu por lá.

Fim de semana gelado II – E foi bastante frio mesmo. Em Pinheiro Machado, no Sul do Estado, chegou a fazer -8°C. Aliás, em mais de uma dezena de cidades do interior a temperatura foi negativa. O frio extremo pode ter causado a morte de um homem, cujo corpo foi encontrado no Centro no início da manhã de sexta. A vítima foi identificada como Cleber Luis Costa da Silva, que era jornalista. O laudo médico, no entanto, atestou quem ele morreu de causas naturais.

Fiscalização – A Prefeitura de Porto Alegre deve começar a multar hoje os proprietários de imóveis que não consertaram suas calçadas no Centro. Dos 1.815 imóveis com problemas, estima-se 574 não receberam a manutenção adequada e receberão multas entre 347,31 reais até 1.736,56 reais. As informações são do jornalista Jocimar Farina, da Gaúcha ZH (acesso restrito).

Outros links:

  • Cerca de 10 mil pessoas participaram da Parada LGBT+ ontem.
  • Mais uma casa noturna foi interditada em Porto Alegre por falta de PPCI: o Anti Club.
  • A prefeitura tenta encontrar adotantes para cãesque serão desalojados com a remoção de casinhas no bairro Jardim do Salso.
  • Mauricio da Silva Muniz (MDB) foi eleito prefeito de Palmares do Sul, em eleição suplementar.
  • E a NET e a RDC TV entraram em acordo e o canal de televisão com sede em Porto Alegre voltou à TV a cabo.

Esportes

Em um Maracanã lotado, deu a lógica: o Brasil venceu o Peru por 3 a 1 e conquistou seu nono título da Copa América. Jogador mais valorizado na competição, o gremista Everton abriu o placar e comprovou a boa fase e terminou o torneio como melhor jogador da final e artilheiro do certame. No “Gre-Nal” da decisão, o colorado Guerrero deixou o seu gol.

A Copa América encerrou após 26 jogos, desses quais cinco em Porto Alegre. As partidas na Capital foram assistidas por mais de 173 mil torcedores nas arquibancadas. O público na Arena do Grêmio incrementou em R$ 1,7 milhão os cofres da prefeitura, via arrecadação do Imposto Sobre Serviços (ISS).


Agenda

  • O dia é da música instrumental, a começar pelo recital do pianista Jean-François Dichamp. Vem ao Brasil para se apresentar em apenas cinco cidades e interpreta, no Instituto Goethe, Debussy, Scarlatti e Granados.
  • Além disso, a Capital ganha o Clube Instrumental, projeto que trará todas as segundas músicos para o palco do Clube de Cultura. Hoje tem o duo Kind of Duo, com Max Sudbrack e Matheus Pasquali.
  • Para fechar, começa hoje o 21º Encontro de Violoncelos, festival que leva a vários lugares de Porto Alegre shows, encontros e seminários para quem é apaixonados pelo instrumento.
  • Hoje tem ainda uma edição especial d’Os Livros de Nossa Vida, na CCMQ, com Luís Augusto Fischer e José Hildebrando Dacanal.
  • E programe-se: Sábado tem show de despedida do Cachorro Grande no Opinião, e de Oswaldo Montenegro & Renato Teixeira no Araújo Vianna.

Você viu?

E o Brasil perdeu um dos seus maiores artistas: João Gilberto, o pai da Bossa Nova, faleceu no sábado aos 88 anos. Entre as muitas reportagens e homenagens ao músico, vale destacar duas feitas pela imprensa gaúcha. O Jornal do Comércio reproduziu uma matéria de outubro do ano passado que relembra um período obscuro da carreira de João, em que viveu em Porto Alegre. Na época, se hospedou por vários meses no Hotel Majestic (atual Casa de Cultura Mario Quintana), e se apresentou em restaurantes e clubes da Capital. O Jornal Já relembrou o seu primeiro show na cidade depois da fama. Foi apenas em 1996, na inauguração da cobertura do Auditório Araújo Vianna. João empolgou a plateia com um longo bis, com 11 músicas, incluindo uma versão de Prenda Minha, clássico do folclore gaúcho.