Empresa privada assumirá iluminação pública de Porto Alegre

A partir de 2020, uma empresa privada será a responsável pela exploração e manutenção da iluminação pública de Porto Alegre. Será o Consórcio I.P. Sul, que venceu ontem o leilão de Parceria Público Privada (PPP) feito pela prefeitura.
Realizado em São Paulo na sede da B3 (antiga Bovespa), o leilão virou pauta nacional e rendeu fotos e vídeos, garantindo uma vitória pessoal para o prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB) em sua cruzada pela redução do déficit nas contas da Capital.
Realizado na forma de um leilão reverso, a concorrência foi vencida por quem propôs realizar o serviço pelo menor preço. Disputando com outros sete consórcios, a I.P. Sul levou ao se dispor a realizar o serviço por 1,75 milhão de reais por mês, valor 45,64% menor do que o máximo que a Prefeitura aceitava pagar no edital.
A PPP prevê a troca dos mais de 100 mil pontos de iluminação da cidade por lâmpadas de LED, o que pode gerar uma economia na conta do luz do município, estimada em 30 milhões de reais ao ano, em até 50%.
Porto Alegre é uma das primeiras cidades do país a apostar na terceirização do serviço. Segundo Osmar Lima, chefe do departamento de Desestatização e Estruturação de Projetos Municipais do BNDES, “há mais de 200 projetos de iluminação pública no Brasil e apenas 16 assinados”.
Entre as capitais, a pioneira é Belo Horizonte, que em 2017 transferiu a gestão do setor. A empresa BHIP terminará só em 2020 de trocar todas as 182 mil lâmpadas fluorescentes da cidade por outras de LED, mas a eficiência energética já foi sentida no bolso do contribuinte: em janeiro, a prefeitura da capital mineira anunciou uma redução de 10% na taxa de iluminação pública, aquela que vem junto da conta de luz, em razão da economia no consumo.


Você também precisa saber

Banrisul – A 4ª Vara da Fazenda Pública em Porto Alegre revogou a liminar que proibia a venda de ações excedentes do Banrisul que pertencem ao governo do Rio Grande do Sul. A medida restringia as operações desde o fim de julho e atendia pedido do ex-candidato ao governo do Estado e ex-presidente do banco, Mateus Bandeira (NOVO). Ele alegava que o Piratini teria prejuízo com a venda das ações. O juiz acertou as alegações da Procuradoria do Estado, entre elas a de que o governador tem legitimidade para buscar recursos financeiros para enfrentar a crise do Estado.

Fraude – O Ministério Público Federal (MPF) denunciou 32 pessoas pelo desvio de valores de bolsas de estudo da UFRGS, no âmbito da Operação PhD, deflagrada pela Polícia Federal no fim de 2016. No grupo estão professores, servidores e bolsistas da Universidade. A principal denúncia implica 15 pessoas por crime de formação de quadrilha, estelionato, peculato e falsidade ideológica. Segundo o MPF, o esquema consistia na concessão de bolsas sem que o beneficiado possuísse a capacitação necessária ou atuasse no projeto para o qual era selecionado.

Polícia Civil – Mobilização convocada pelo Ugeirm Sindicato convoca policiais civis a paralisarem as atividades a partir das 8h de hoje até as 20h. O protesto ocorre contra o atraso dos salários, o aumento da alíquota previdenciária, a indefinição da aposentadoria especial, promoções represadas e o crescimento no número de mortes de policiais, entre outras pautas. O sindicato, que pretende montar acampamento em frente ao Palácio da Polícia, garante que 30% da categoria permanecerá trabalhando para atender casos urgentes e graves. Em resposta, o governador Eduardo Leite (PSDB) afirmou que as razões para a paralisação dos policiais “não são pertinentes”.

Outros links:

  • Ainda sobre mobilizações: estudantes farão uma passeata hoje de manhã em Porto Alegre. O ato sairá do Julinho, em direção ao Centro.
  • Os servidores da Procergs estão em greve desde terça-feira.
  • A Câmara de Porto Alegre derrubou veto do prefeito: agora, praças e parques que forem concedidos à iniciativa privada terão que reservar espaço para cachorródromos.
  • A emissão de segunda via da carteira de identidade está temporariamente suspensa.
  • Ministra da Agricultura esteve na Expointer, mas não anunciou medidas de socorro aos arrozeiros.
  • A Cobasi vai abrir em setembro sua primeira loja de rua em Porto Alegre, na avenida Ipiranga (🔒).
  • No sábado, a jornalista Cristina Ranzolin será uma das apresentadoras do Jornal Nacional, iniciando o rodízio de apresentadores de todo o Brasil.

Esportes

Remobilização. Esta é a ordem no Inter após a eliminação na Libertadores e às vésperas de mais um confronto decisivo, contra o Cruzeiro, pela Copa do Brasil. “Vamos pegar a dor da eliminação, e essa vontade que ficou de avançar, e transformar em combustível”, prometeu o goleiro Marcelo Lomba. Antes, porém, o Colorado recebe o Botafogo, amanhã às 21h, pelo Brasileirão.

Em clima mais ameno, o Grêmio também joga amanhã. E também em horário alternativo – às 11h, no Morumbi. Com reservas, o Tricolor visita o adversário sem contar com o volante Maicon. O atleta é dúvida também para quarta-feira, no jogo contra o Athletico, pela Copa do Brasil.


Agenda

  • Desde ontem está em cartaz o aclamado filme Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, no CineBancários – e lá segue até quarta. Quer motivos para assistir a este longa? Aqui tem sete.
  • Hoje a cantora Kaya Conky está em Porto Alegre para abrir a edição 2020 do Bloco Puxa que É Peruca, na Casa Rosa.
  • Na CCMQ tem a peça Poéticas sobre Morte / Tempo / Vida, sobre os ciclos de transformação vivenciados pela mulher durante a maternidade.
  • A 5ª Mostra de Artes Cênicas e Música do Teatro Glênio Peres apresenta hoje e amanhã o ótimo espetáculo Inimigo na Casa de Bonecas.
  • O sábado em Porto Alegre será tomado pelas artes visuais: abre, por exemplo, uma exposição com obras do Wesley Duke Lee no Iberê.
  • E tem também outras duas atividades: uma no Margs, sobre a obra de Stockinger; e outra no Iberê, sobre o Grupo de Bagé, que era integrado por Vasco Prado, Glênio Bianchetti e Danúbio Gonçalves.
  • No Teatro do Sesi, Luis Miranda e Mateus Solano estreiam O Mistério de Irma Vap, com sessão sábado e domingo.
  • O célebre curta Ilha das Flores, de Jorge Furtado, está completando 30 anos. Por essa ocasião, a obra vai ser exibida no sábado, às 20h, no Capitólio. Lá, o diretor conversa com o público logo depois.
  • Na música, o destaque é o Call The Police no Opinião. Ao lado dos brasileiros Rodrigo Santos e João Barone, o guitarrista inglês Andy Summers recria os sucessos inesquecíveis do The Police.
  • Já o domingo está repleto de música clássica: logo antes do almoço, tem o concerto As Quatro Estações, de Vivaldi, interpretado pela Orquestra de Câmara Theatro São Pedro.
  • No Leopoldina Juvenil, tem Piazzola e Mozart interpretados pela Orquestra de Câmara da ULBRA.
  • E Ariel Lima interpreta os gênios Beethoven, Tchaikovsky e Scriabin na Casa da Música Poa.
  • Para fechar, um clássico das ruas: domingo é dia de feira na João Telles!

Você viu?

É num recanto no centro profundo de Porto Alegre, mas poderia ser do outro lado do planeta. A reportagem da GaúchaZH descobriu um microcosmo asiático na capital gaúcha, mais especificamente na galeria, de sugestivo nome, Caminho Novo, entre vias movimentadas como a Voluntários da Pátria e Júlio de Castilhos. Lá, imigrantes chineses – a maioria deles desembarcou na última década – estabeleceram comércios e vão criando ali uma espécie de Chinatown, ainda que bem diferente dos bairros chineses de grandes metrópoles ao redor do mundo.