Na contramão do Brasil, indústria do Rio Grande do Sul cresce

Apesar da crise de crédito e do fechamento de fábricas, o setor industrial do Rio Grande do Sul está dando sinais de recuperação e foi o que mais cresceu entre as 15 regiões pesquisadas no acumulado dos últimos 12 meses: 9,4% (para comparação, o segundo estado em desempenho foi o Paraná, com alta de 5,1%).

Os dados constam na Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional, liberada ontem pelo IBGE. No mês de junho, a indústria gaúcha teve alta de 2% em relação a maio (só perdendo para o Pará), e de 3,5% em relação a junho de 2018 (atrás apenas do Amazonas). Nos dois casos, o desempenho do RS é muito superior a média nacional – a produção da indústria brasileira recuou 0,6% em maio, porque na maioria das regiões o que se observou foi queda na produção.

Segundo o IBGE, o que puxou a indústria gaúcha para cima nos primeiros seis meses do ano foram a produção de veículos automotores, reboques e carrocerias para ônibus e de produtos de metal (construções pré-fabricadas de metal, artefatos de alumínio para uso doméstico, revólveres e pistolas e estruturas de ferro e aço em chapas ou em outras formas).

A retomada do desempenho do setor já vinha sendo apontada pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs). O Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS) do primeiro semestre apontou um crescimento de 2,7% na confiança dos industriais, que registraram um aumento significativo no faturamento real e no volume de compras.

Você também precisa saber

IPTU – O vereador Márcio Bins Ely (PDT) será o relator do pedido de renovação de votação da revisão da planta do IPTU na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Ele tem seis dias úteis para apresentar um parecer sobre a ação, movida pelo vereador Adeli Sell (PT). Caso avance na CCJ, o tema irá ao plenário, onde os parlamentares vão decidir se vão ou não analisar a proposta do Executivo, que foi aprovada em abril, novamente. Presidente da comissão, o vereador Ricardo Gomes (PP) afirmou que, considerando os prazos do regimento, é possível que o reajuste do IPTU não entre em vigor em 2020. 

Ciclovias – Uma reunião na Câmara Municipal debateu ontem a lentidão na implementação do Plano Diretor Cicloviário Integrado de Porto Alegre, que completa dez anos em 2019. Para o vereador e ativista Marcelo Sgarbossa (PT), a implementação de ciclovias e ciclofaixas está fora de pauta da atual gestão – que construiu apenas três quilômetros de vias exclusivas para as bikes em três anos. A EPTC, por meio do chefe da equipe cicloviária, Antônio Vigna, reconheceu a limitação nas execuções, mas atribuiu a baixa velocidade nas construções ao cenário econômico. Ele, porém, se mostrou otimista: “estamos saindo dessa crise e temos perspectivas bem interessantes para implementar ciclovias com recursos próprios”.

Imprensa – A Medida Provisória (MP) 892, que desobriga empresas de capital aberto a anunciar seu balanços em jornais, pode ferir de morte veículos de todo o País, que perderiam uma importante fonte de receita. Mas, segundo apurou Coletiva.net, os principais diários de Porto Alegre não externaram grande preocupação com o tema. O Grupo RBS, que edita a Zero Hora, afirmou em nota preocupação com liberdade de imprensa e repúdia a ações contrárias aos princípios democráticos. O texto se refere a possibilidade da MP ser uma retaliação do presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao jornal Valor Econômico. No Jornal do Comércio, a diretoria afirma que ainda não firmou posição e não avaliou as consequências da medida. No Correio do Povo, a empresa deve seguir a determinação da Associação Nacional de Jornais (ANJ), que representa os diários brasileiros. Em depoimento para a Folha, o presidente da ANJ, o gaúcho Marcelo Rech, fez duras criticas ao texto, e afirmou acreditar que há espaço para questionar a sua validade.

Outros links:

  • Inicia hoje o processo de reavaliação do Plano Diretor de Porto Alegre pela ONU-Habitat e Pacto Alegre. 
  • A BR-116 ganhou mais 12 quilômetros de pista duplicada, em São Lourenço do Sul, no sentido Pelotas-Porto Alegre.
  • Em Sapucaia do Sul, um denúncia levou a Patrulha Ambiental a encontrar o cativeiro de 120 aves usadas em rinhas de galo.
  • Caxias do Sul ganhou um novo app de transporte, chamado Vip 7.
  • A Câmara de Lindolfo Collor abriu processo de impeachment contra o prefeito Wiliam Winck (PP).
  • Começou a funcionar ontem em Porto Alegre o primeiro ambulatório para atendimento especializado para homens e mulheres trans e travestis.
  • A Fadergs fechou o campus que mantinha no prédio do antigo Cine Avenida, na esquina da João Pessoa e Venâncio Aires (🔒).

Esportes

A boa fase do Inter prevaleceu sobre o terrível momento do Cruzeiro no primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil, no Mineirão. E a equipe colorada derrotou o time mineiro por 1 a 0, gol de Edenilson, que marcou pouco antes de precisar ser substituído. O Grêmio, que disputa a outra semifinal da Copa do Brasil com o Athletico-PR, deve analisar nos próximos dias uma proposta do Napoli, da Itália, pelo atacante Everton. Porém, já cresce a chance do Cebolinha ficar no Tricolor até o fim do ano.


Agenda

  • Antecipando as programações do Dia do Patrimônio Histórico, que será no 17 de agosto, o Centro Cultural CEEE Erico Verissimo organiza uma leitura em voz alta de um capítulo do romance O Continente.
  • Duda Beat, uma das grandes revelações da música brasileira, vai se apresentar pela primeira vez no Opinião.
  • As bandas Lautmusik e The Completers tocam no Ocidente Acústico.
  • O cantautor uruguaio Leo Sosa faz show de lançamento de single (Spotify) no Café Fon Fon.
  • Nei Lisboa retorna ao Clube de Cultura.
  • O professor Voltaire Schilling, referência em história do pensamento, lança quatro livros no Centro Municipal de Cultura.
  • No Estúdio Stravaganza tem sarau literário-musical-cênico-visual, com leitura de poemas e trechos da obra em prosa de Charles Bukowski.
  • Começa hoje em Porto Alegre (e em outras oito capitais) o 8½ Festa do Cinema Italiano. As sessões ocorrem no Espaço Itaú Cinema.

Você viu?

A jornalista gaúcha Melina Gasparini, que reside em Coimba, Portugal, estava dando likes em perfis do Tinder quando, de repente, se deparou com o governador Eduardo Leite (PSDB). Mas não, não era ele. Um homem chamado Rui Pedro, estudante da Universidade de Aveiro, decidiu se apropriar de quatro fotos do governador para construir o seu perfil. A jornalista Débora Cademartori, do GaúchaZH, levou a história (🔒) até o governador, que não se surpreendeu com o uso de sua imagem. “Já recebi denúncias de um em Londres e de vários perfis falsos aqui pelo Brasil também”, afirmou.