Sem GPS nos ônibus, grupos de WhatsApp ajudam passageiros

Em pouco mais de uma semana uma onda se espalhou em Porto Alegre e ganhou espaço na mídia: a criação de grupos no WhatsApp de usuários de linhas de ônibus. No aplicativo, passageiros informam, por exemplo, se há atrasos ou se os coletivos estão lotados. Uma reportagem exibida no Jornal do Almoço, da RBS TV, mostra que existem usuários de dentro dos ônibus que vão além da troca de informações e chegam a compartilhar sua localização em tempo real, abrindo mão da sua privacidade.

No dia 30 de maio, uma matéria do Correio do Povo informava a existência de pelo menos 10 grupos – vários deles com lotação esgotada, e ontem o Diário Gaúcho publicou uma lista ampliada. Já são mais de 50 comunidades no WhatsApp – que ultrapassam os limites do município e começam a cobrir algumas linhas intermunicipais.

Os grupos atuam onde a Prefeitura falhou. A instalação de GPS para monitoramento do transporte coletivo da Capital foi determinada em um decreto publicado em setembro de 2017, o mesmo que previa a instalação de sistema de reconhecimento facial e de câmeras nos ônibus. A data-limite para a instalação do GPS em toda a frota caducou em 31 de dezembro do ano passado.

Na semana passada, uma reportagem da GaúchaZH informava que o monitoramento da frota por GPS está sendo testada desde o início do ano, mas ainda não tem previsão de quando será liberada aos passageiros. Fica a lição de que, onde o poder público falha, a população, com o auxílio da tecnologia e muita solidariedade, consegue equacionar o problema.


Você também precisa saber

Comércio exterior – Junto com uma comitiva da Fiergs, o governador Eduardo Leite (PSDB) inicia nesta terça o primeiro de dois dias de agendas no Chile. A segunda viagem internacional do chefe do Executivo gaúcho tem como objetivo aumentar investimentos no Estado. Na pauta, além do fomento a possíveis PPPs, há encontros agendados com empresas do setor portuário e do segmento florestal. O Chile é o quarto maior parceiro comercial do RS. Em 2018, as exportações gaúchas para o país alcançaram US$ 489,7 milhões, o maior valor dos últimos 10 anos.

Dia dos Namorados – A crise econômica não perdoa nem o 12 de junho. Entidades do setor de comércio e serviços estão com expectativas bem mais baixa de faturamento para o movimento no Dia dos Namorados. No varejo, a CDL Porto Alegre estima um aumento de 2,8% nas vendas. Já o Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Porto Alegre e Região (Sindha) afirma que motéis e restaurantes esperam uma movimentação intensa, mas com um tíquete médio menor. Um crescimento entre 5% e 10% será motivo de comemoração. Pra fisgar o público, os motéis apostam em promoções e os restaurantes estão bolando pratos exclusivos.

Varejo – Não durou um ano a loja do supermercado Dia na esquina da Vasco da Gama com a Fernandes Vieira, no Bom Fim – no ponto que foi da Espaço Vídeo por mais de três décadas. O mercado fechou as portas no fim de maio e, consultada pelo Jornal do Comércio, a rede Dia informou que “todas as lojas estão sendo reavaliadas” e que o grupo está em “processo de reestruturação na região”. Porto Alegre tem 15 unidades do Dia.

Outros links:

  • A Havan anunciou que vai construir uma loja na BR-116, em Esteio.
  • O frigorífico da Aurora, em Sarandi, teve suas atividades suspensas pelo Ministério Público do Trabalho em razão de 19 irregularidades.
  • Cresceu o número de trabalhadores desempregados ou que desistiram de procurar trabalho no Estado.
  • A Assembleia pode votar hoje projeto que cria 41 CCs para o Ministério Público. Custo potencial da medida é de R$ 2,7 milhões/ano.
  • O Cpers montou acampamento na Praça da Matriz. Quer pressionar o governo para que preveja um aumento para a categoria na LDO.
  • Edital de concessão do Parque da Harmonia sairá até setembro.
  • Segue a gente no Twitter: @newsmatinal

Esportes

Enquanto ainda não resolve os problemas dentro de campo, o Grêmio ao menos terá uma melhor cobertura de telefonia na Arena. A gestora do estádio assinou novo contrato com uma operadora, que prevê melhorias no sinal de celular e de internet, mesmo em jogos lotados. Nos lados do Beira-Rio – que também convive com problema semelhante com relação ao celular – o clima é dos mais tranquilos. Durante a vitória sobre o Avaí, o Interrealizou o sonho de um morador de rua e torcedor fanático do clube. Ajudado por um projeto social, ele visitou o estádio, conheceu jogadores e até entrou no vestiário ao fim da partida. 


Agenda

  • Filmes de 14 diretores que transformaram o cinema nos anos 60 serão apresentados e comentados na mostra O Fenômeno dos Novos Cinemas, que começa hoje no Capitólio.
  • O longa Corra!, do diretor Jordan Peele, roda hoje na Sala Redenção. Faz parte da programação do CineDHebate, que vai debater o racismo. 
  • A psicanalista Diana Corso vai ao Sarau Elétrico no Ocidente para ler e falar sobre feminismo.
  • Para quem quer terminar a terça com uma cervejinha, dá uma passada no Chopp sem Imposto, no BrewLog.

Você viu?

O cantor uruguaio Jorge Drexler passou por uma experiência inusitada na madrugada de domingo em Pelotas. Após fazer show no Theatro Guarany, saiu para comemorar com amigos na casa noturna Galpão do Rock. No meio da madrugada, o local foi alvo de uma blitz da Brigada Militar. O músico foi levado para fora do Galpão, colocado contra a parede, revistado e só depois liberado. Pelo Twitter, a repórter Camila Faraco afirmou que “a abordagem foi bem truculenta”.